5 formas de valorizar a arquitetura a partir da acústica

Há muito tempo a acústica e a arquitetura têm vivido vidas separadas, quase como inimigos. Mas está mais do que na hora da acústica e da arquitetura se juntarem e explorarem todo o potencial que essas duas áreas podem trazer a um projeto.


Foi exatamente por isso que fizemos esse artigo para te ajudar a enxergar como você pode se utilizar da acústica para atingir níveis de excelência nos seus projetos e criar projetos que vão muito além do visual!


#1 O Retail Design além do visual

Você provavelmente já ouviu falar em visual merchandising, mas com a acústica podemos ir muito além do simples aspecto visual e agregar experiências sonoras ao projeto. No visual merchandising as cores, móveis e layout do ambiente são todos pensados com o propósito de atrair mais clientes e fechar mais vendas [1].


Mas o visual merchandising por si só ainda é muito simplista e não integra sentidos como olfato e audição, que também podem ser decisivos na experiência de um cliente e, consequentemente, na decisão de compra.


Uma abordagem mais completa seria o Retail Design - que, por sinal, é o queridinho do momento em lojas físicas. No Retail Design a acústica tem um papel fundamental e pode ser a diferença entre um cliente permanecer ou não em um ambiente, o que pode ter impactos expressivos no faturamento da empresa.


Você provavelmente já entrou em uma loja que era visualmente impecável, mas o barulho, a dificuldade em se comunicar e a playlist do ambiente definitivamente não refletiam o propósito e o valor da marca.


Em grandes franquias de varejo até mesmo a playlist e os níveis de pressão sonora do ambiente são ajustados para criar uma experiência mais imersiva e que leve o cliente a permanecer mais tempo na loja e, consequentemente, comprar mais produtos!


Dominar conceitos da acústica no Retail Design e saber como aplicá-los no seu projeto pode não só ter um peso expressivo no sucesso do empreendimento como também impulsionar a sua carreira na área!


#2 Transforme restaurantes em ambientes de experiências multissensoriais

Restaurantes são um dos estabelecimentos que mais se beneficiam de um projeto acústico. A nossa cultura utiliza-se muito da música ao vivo em bares e restaurantes para criar formas de entretenimento e chamar novos clientes em busca de um happy hour um pouco mais descontraído.


De forma paralela a isso, a legislação tem pressionado bares e restaurantes a investir em soluções para o isolamento acústico, o que tem também impulsionado arquitetos a procurar soluções que se integrem facilmente aos seus projetos.


Mas o projeto acústico de um restaurante não se resume às relações entre o restaurante e as suas vizinhanças. O projeto acústico pode também contribuir para o faturamento da empresa! Franquias como o Outback investem em projetos acústicos para criar experiências que façam as pessoas permanecerem mais tempo no ambiente e para justificar, através da experiência, o alto valor agregado dos seus pratos.


A comida desses ambientes está muito longe de ser a principal motivação da visita de um cliente. Toda a experiência é muito bem desenvolvida para trazer satisfação do início ao fim. Levando em conta aspectos como iluminação, atendimento, privacidade, ruído de fundo e etc.


Se você quer entender um pouco mais da relação da acústica com restaurantes você pode ler um artigo nosso feito todo sobre esse assunto clicando aqui.


Os arquitetos que entendem essa relação entre a acústica e os restaurantes podem não só ajudar clientes a terem mais sucesso como também criar ambientes que se tornem referência em conforto!


#3 Mescle o melhor da arquitetura com a funcionalidade acústica e crie escritórios que geram mais produtividade!

Um dos grandes mitos que nós, profissionais da acústica, lutamos todos os dias para dissolver é a ideia de que apenas ambientes voltados para a música e espaços performáticos precisam de projetos de acústica.


A acústica tem aplicações importantíssimas que vão muito além da música e um dos espaços que mais se beneficia destas aplicações são os ambientes corporativos.


Se você já trabalhou em muitas empresas diferentes ou se já teve a oportunidade de visitar diversos escritórios, provavelmente sabe que cada pessoa tem a sua maneira de trabalhar e diferentes setores podem gerar mais ou menos ruído.


Profissionais de marketing e vendas, por exemplo, são extremamente dinâmicos e precisam continuamente trocar informações e realizar brainstorms, o que faz o trabalho deles gerar mais ruído que outros setores como o de pesquisa e desenvolvimento, por exemplo.


Além disso tudo, temos o conflito de diferentes personalidades convivendo no mesmo espaço. Uma pessoa pode gostar de trabalhar escutando heavy metal enquanto outra prefere o completo silêncio e isso é perfeitamente normal.


O nosso dever, como projetistas de ambientes, é fazer com que o espaço não gere conflitos e seja inclusivo. Um arquiteto com conhecimentos em acústica tem um olho clínico para essas necessidades e pode criar espaços funcionais não só do ponto de vista físico mas também acústico!


Caso você queira se aprofundar um pouquinho mais em ambientes corporativos, temos um ebook completo sobre o tema que vai te ajudar a, literalmente, abrir os horizontes para projetos de acústica em escritórios! É só clicar aqui e baixar o seu!


#4 Você também pode entregar conforto acústico em ambientes residenciais!

Se você nunca passou por um problema com ruído dentro da sua casa ou apartamento, provavelmente conhece alguém que já passou por isso. Principalmente nesta época de pandemia, onde todos nós tivemos que voltar nossas atenções para as nossas casas, passando cada vez mais tempo nesses ambientes, a acústica se mostrou novamente indispensável.


Problemas relacionados a ruído em ambientes residenciais não só acabam com o nosso lazer e com a nossa produtividade, quando falamos em home office, mas também podem causar muito desentendimento.


Não é à toa que vizinhos chegam inclusive a entrar em luta corporal devido a barulhos excessivos ou em horas indevidas. O ruído nos leva ao extremo e é por isso que precisamos acabar com ele o mais cedo possível!


Projetos de isolamento acústico em edificações são extremamente críticos e não só podem ser significativamente mais baratos quando implementados desde o início da obra como também perdem eficiência à medida que a obra avança.


Descobrir um problema depois que um ambiente está construído é sempre a pior estratégia possível e o profissional da arquitetura tem um papel importantíssimo nesse ponto.


Por ser o primeiro profissional que um cliente tem contato, o profissional da arquitetura tem um grande poder de convencimento e pode alertar o cliente sobre necessidades que possam vir a surgir no projeto.


Um exemplo extremamente trivial é a construção de uma casa em uma rua muito ruidosa. O arquiteto com um sentido aguçado para a acústica pode não só antever o problema como também corrigi-lo ainda em fase de projeto, o que deixa o projeto de isolamento acústico muito mais barato e simples de ser implementado!


Incorporando a acústica em seus projetos você garante não só a felicidade do cliente no recebimento da obra, mas também no longo prazo. Acredite, pequenas ações podem mudar a vida dos seus clientes e agregar um enorme valor aos seus projetos!


#5 Igrejas que não causam problemas aos vizinhos são perfeitamente possíveis com um bom projeto!

Igrejas são um tipo de projeto que é quase impossível construí-las sem projeto acústico. E quando falamos que é quase impossível é porque a falta de um projeto acústico pode comprometer o funcionamento do espaço de diversas formas.


A inteligibilidade é um dos fatores de peso na decisão em contratar um projeto de acústica. Já que a função de uma igreja é pautada na transmissão da palavra falada, nada mais justo que investir um pouco de tempo para garantir que essa demanda será suprida.


Isolamento acústico também é um problema gravíssimo e que muitas vezes não é devidamente atendido em projetos de igrejas. O motivo para isso é quase sempre o desconhecimento e o corte de custos nos pontos errados do projeto.


O resultado, na grande maioria das vezes, são problemas e disputas judiciais com vizinhos. E se isso ainda não é motivo suficiente, é bom saber que os custos de um processo judicial muitas vezes se equiparam ou excedem os custos de um projeto de acústica. Tudo isso somado ao fato de que projetos de isolamento acústico, quando feitos tardiamente, podem custar até o dobro, já é motivo mais que suficiente para não ignorar esse aspecto do projeto.


Esse problema, apesar de quase sempre estar associado à falta de visão de longo prazo de alguns líderes ou à escassez de orçamento, pode ser minimizado se o arquiteto incorporar conceitos básicos ao seu projeto desde o início. Como já falamos, pequenas ações podem fazer uma diferença gigante e evitar uma série de problemas a médio e longo prazo!


E se você ainda acha que sozinho não é capaz de implementar soluções de acústica nos seus projetos, não tenha medo em solicitar uma consultoria ou um acompanhamento de um profissional da acústica no seu projeto. A assessoria pode ser inclusive online e se feita com um profissional experiente, você vai poder usufruir de uma série de economias que com certeza farão o seu projeto ser ainda mais valorizado!


Esperamos que você tenha gostado desse artigo e caso ainda não faça parte, aproveite para entrar no nosso canal no telegram. Estamos sempre compartilhando novos conteúdos por lá que com certeza vão te ajudar a agregar ainda mais valor aos seus projetos e ser um profissional cada vez mais competente!


Para entrar no nosso canal basta clicar aqui embaixo!


Referências:

[1] Visual Merchandising: uma ferramenta estratégica para trabalhar o ambiente do ponto de venda e atrair mais clientes. Disponível em: <https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/ufs/ap/artigos/visual-merchandising,b9d3ace85e4ef510VgnVCM1000004c00210aRCRD>. Acesso em: Dezembro de 2021.

67 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo