O isolamento social mudou o som do mundo... Para melhor.

Atualizado: Mai 20

A invenção dos grandes centros urbanos trouxe ao ser humano uma série de facilidades como o acesso a eventos culturais, comércio 24 horas, shopping centers e vários outros pontos que aceleraram o nosso cotidiano. Mas essas vantagens definitivamente não são gratuitas.


Com os grandes centros urbanos ganhamos também a poluição sonora que afeta não só a nossa saúde, mas também a forma como nos comunicamos e a vida de outros seres como por exemplo pássaros e outros mamíferos.


Depois da chegada do COVID-19, no entanto, tivemos que nos reinventar e experimentar o isolamento social, algo que sequer imaginávamos passar neste ano, obrigando as pessoas a ficarem em casa e experimentarem o home office.


O isolamento social nos fez diminuir o tráfego de carros, vimos comércios locais fechados, pessoas não mais circulavam nas ruas e a paisagem sonora de repente mudou para algo nunca visto como, por exemplo, a Avenida Paulista em São Paulo totalmente vazia.


Foto de Eduardo Dutra no Pexels

Segundo Marcos Holtz, vice-presidente da Associação Brasileira para a Qualidade Acústica, em entrevista ao Estadão, os níveis de pressão sonora próximos ao Masp, uma das áreas mais barulhentas da cidade, caíram pelo menos 10 dB, o que nos dá uma sensação de reduzir pela metade o nível de pressão sonora.


Moradores da região inclusive relataram que esta experiência era raríssima e tinha sido vivenciada apenas algumas vezes como, por exemplo, depois do 7x1 no jogo do Brasil e da Alemanha na copa de 2014 [1].


O fato é que não só São Paulo mas outros grandes centros urbanos estão vivenciando a mesma experiência. Em Nova Deli, capital da Índia, o mesmo fenômeno foi observado. No caso de Nova Deli, a poluição ambiental e sonora são poluições muito conhecidas, trazendo enormes problemas para a cidade e ocorrem principalmente devido à grande concentração de indústrias e pessoas.


Em um estudo recente realizado pelo Indraprastha Institute of Information Technology (IIIT), os maiores poluentes na cidade são os carros que agora, com o recente isolamento, não estão mais habitando as ruas [2].


Outro ruído bastante conhecido em Nova Deli é o ruído dos alto-falantes no topo das mesquitas chamando as pessoas para entrar no local. Como a cidade, por si só, já é muito barulhenta, os responsáveis pelas mesquitas se acostumaram a realizar estes anúncios em um nível bastante alto para poder ter a chance de transmitir a mensagem com sucesso mesmo em grandes distâncias. Agora, com as mesquitas fechadas, este barulho também deixou de existir.


Não só os humanos estão experimentando um descanso do ruído...

Um outro efeito muito interessante da queda dos níveis globais de pressão sonora é a influência que este fato tem na vida de outros animais. Os pássaros possivelmente são os mais beneficiados por esta mudança [3].


Os pássaros emitem sons por uma série de motivos. Entre eles estão a busca por um parceiro e a defesa do território. Sem esta capacidade, os pássaros possivelmente teriam bastante dificuldade para se reproduzir e se defender de predadores, o que afetaria drasticamente a sua capacidade de sobrevivência.


Em um ambiente como uma grande metrópole, os pássaros precisam cantar mais alto para serem escutados a aumentar as suas chances de sobrevivência, mas o ruído crescente tem tornado as suas vidas cada vez mais difíceis. Durante o isolamento social, no entanto, os pássaros puderam ter um breve descanso dos nossos ruídos e, possivelmente passaram a cantar mais baixo já que existe menos ruído para competir com eles [3].


Mas a influência do ruído não para nos pássaros. A vida marinha também é influenciada por este ruído e têm encontrado um pouco de descanso nestes dias onde navios circulam com menos frequência.


O ruído no oceano, no entanto, é um pouco mais alarmante pelo fato do som embaixo da água conseguir viajar por distâncias maiores. Assim como acontece com os pássaros, baleias e outros animais marinhos que se comunicam através do som têm de cantar cada vez mais alto para poderem ser escutados e terem a chance de encontrar novos parceiros.


Com este período de descanso, mais animais marinho poderão ser ouvidos e os biólogos marinhos já estão ansiosos para pôr as mãos nas gravações que estão sendo feitas neste exato momento dentro do oceano.

Se você gostou desse artigo não esquece de deixar um comentário pra gente e de nos seguir no Instagram e no Facebook para acompanhar todas as nossas novidades. Caso você ainda não saiba, também temos um canal no Telegram. Aqui você pode ficar por dentro das nossas novidades e receber algumas dicas e informações sobre acústica!


Referências:

[1] Coronavírus: quarentena reduz ruídos urbanos em SP e muda o som da cidade, 2020. Disponível em: <https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia-estado/2020/04/13/quarentena-reduz-ruidos-urbanos-em-sp-e-muda-o-som-da-cidade.htm>. Acesso em: Abril de 2020.


[2] COVID-19: Noise pollution falls as lockdown rings in sound of silence, 2020. Disponível em: <https://timesofindia.indiatimes.com/india/covid-19-noise-pollution-falls-as-lockdown-rings-in-sound-of-silence/articleshow/75309318.cms>. Acesso em: Abril de 2020.


[3] Coronavirus lockdown gives animals rare break from noise pollution, 2020. Disponível em: <https://www.dw.com/en/coronavirus-lockdown-gives-animals-rare-break-from-noise-pollution/a-53106214>. Acesso em: Abril de 2020.

72 visualizações

Gostou desse artigo? Você também pode se inscrever na nossa newsletter e receber notificações direto no seu e-mail quando outros artigos que nem este forem publicados aqui no blog!

 

©2018 by Concepcao Acústica

  • YouTube - círculo cinza
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle